fbpx
Close

Na Ponta do Lápis: Tarifas Bancárias de Pessoa Jurídica

Pode parecer básico, mas abrir uma conta corrente no formato de pessoa jurídica no banco é extremamente importante para a saúde financeira da sua empresa. Isso porque é essencial que haja uma separação entre o patrimônio pessoal do empresário e o patrimônio da empresa. Tanto para organização de fluxo de caixa, quanto para mensurar rentabilidade, até calcular o importo de renda a ser pago para a Receita Federal, entre outros.

Por que ter uma conta de Pessoa Jurídica

Ter uma conta jurídica devidamente aberta e regularizada pode evitar muitas confusões além de ter certos benefícios. Uma conta PJ tem direito, na maioria dos casos, a solicitação de crédito com taxas mais acessíveis e maiores prazos de pagamento. Além disso, conta com alguns serviços de forma ilimitada dentro do banco (pode variar de acordo com o plano e instituição).

Como funciona a conta corrente para PJ

O mecanismo é o mesmo que uma conta corrente de pessoa física em que o titular faz as movimentações. Em uma conta jurídica, um ou mais representantes legais devem ser escolhidos pela empresa, normalmente o próprio dono e/ou o responsável do setor financeiro. Essa movimentação diz respeito a todas as entradas e saídas da empresa como pagamento de funcionários e fornecedores, compras… É possível também associar serviços como cartão de crédito e cheques.

Escolha o banco ideal

Os planos de serviço para conta corrente PJ tendem a ser mais caros quando comparados aos planos de PF. Por outro lado, tendem também a ser mais completos com opções ilimitadas de consultas de saldo, talão de cheque, saques, depósitos e transferências. Como essas tarifas variam, pesquise em pelo menos 3 bancos e compare. Use alguns critérios como:

  • Taxa mensal
  • Taxa anual
  • Serviços incluídos X Serviços necessários

Documentos necessários para abrir uma conta PJ

Para solicitar a abertura de uma conta corrente PJ é preciso ter um CNPJ ativo em qualquer modalidade de negócio. Os documentos exigidos podem variar de instituição para instituição, mas podemos destacar:

  • Documento de constituição da empresa (com alterações posteriores, se houver);
  • Comprovante de inscrição de CNPJ, endereço da empresa e faturamento dos último 12 meses;
  • Documentos pessoais com foto dos sócios da empresa e seus representantes legais;
  • Comprovante de endereço dos sócios ou representantes legais.

Related Posts