fbpx
Close

Saiba o que fazer com a liberação do FGTS

O que fazer com o dinheiro que será liberado do FGTS? Investir ou usá-lo para compras? Segundo economistas, o mais aconselhável é usar esse valor para quitar dívidas.

“A primeira coisa que o trabalhador precisa pensar é em dívidas com juros mais altos, como cheque especial e cartão de crédito!”, alerta Rafael Pires, profissional CFP da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar).

Entenda a  liberação do FGTS pelo governo

A medida tomada pelo governo é uma tentativa de animar a economia. No primeiro trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 0,2% em relação ao trimestre anterior — e as previsões para o crescimento econômico nos próximos meses só pioram. Ter uma renda extra melhora seu humor, claro, mas o alívio financeiro só vem se você usar o dinheiro da forma certa.

Como investir esse dinheiro?

  1. Comece quitando dívidas que cobram taxas de juros mais altas, como crédito rotativo do cartão de crédito e cheque especial. Dê prioridade para quitar ou renegociar as dívidas que estão incomodando, ou seja, aquelas que você não consegue pagar todo mês com certa tranquilidade. O Brasil tem hoje mais  62 milhões de inadimplentes e a economia só pode voltar a crescer, quando o brasileiro tiver crédito para novas compras.
  2.  Sua segunda prioridade deve ser investir. Para formar ou complementar sua reserva de emergência, ou seja, um dinheiro para ter à disposição se acontecer algum imprevisto e não precisar se endividar. Essa reserva é ainda mais importante em momentos econômicos de recessão.

  3.  Se você não tem dívidas e já tem uma reserva de emergência, invista em projetos futuros. Aplique na poupança ou outros produtos de investimento que façam o seu dinheiro render.

Usar o dinheiro do FGTS para consumo não é recomendado. Ou seja, para comprar bens de consumo como televisão, carro, moto, entre outros. O FGTS é uma reserva de emergência mantida pelo governo para benefício do trabalhador. O ideal é usá-la de acordo, para emergências!

Quitar dívidas é uma recomendação inclusive do governo. Por isso, agora o recado vai para as empresas que sofrem com a inadimplência! Este período é ideal para reavaliar políticas de cobrança da e rever títulos atrasados. Ainda mais contando com uma ferramenta de automatização de cobranças, como o Pagou Fácil. Assim, o empresário pode aproveitar este momento propício da economia para aumentar os resultados com a recuperação de valores.

Related Posts