fbpx
Close

Indicadores de inadimplência para gestão de cobranças

Indicadores de inadimplência para gestão de cobranças garantem uma boa gestão de finanças para a sua empresa.  A importância de obter esses indicadores é, justamente, medir os resultados das ações que estão sendo tomadas.

Colhendo esses resultados, a gestão tem condições de fazer uma tomada de decisão acertada em relação a redução da inadimplência.

Pensando nisso, neste post, falaremos sobre 5 desses importantes indicadores. Acompanhe!

Índice de Atraso Geral

Esse índice considera todos os títulos vencidos a partir do primeiro dia de atraso.

Sendo assim, ele demonstra de forma efetiva a política de créditos usada pela empresa, analisando a qualidade da concessão desse benefício.

Para obter esse número, é preciso dividir o valor do Atraso Geral pelo valor Total das Contas a Receber. Na sequência, multiplique esse resultado por 100 para obter o índice percentual.

Índice de Atraso Parcial

O Atraso Parcial vem trazendo a soma de todos os títulos que já estão vencidos por um período maior que 30 dias, considerando cobranças cuja terceirização foi feita e também as que foram para Cobrança Judicial.

Sendo assim, esse indicador analisa os títulos que ainda estão em aberto depois de passarem pelas primeiras fases da negociação e cobranças, como contato telefônico, carta, negativação, protesto etc.

Para obter o índice, você deve dividir o Atraso Parcial pelo Total de Contas a Receber.

Ao fazer isso, o resultado deve ser multiplicado por 100 para obter o percentual de atraso parcial.

Prazo Médio de Faturamento

O PMF é importante para calcular o tempo médio, em dias, que os pagamentos levam para acontecer, quando a empresa concede prazo aos seus clientes.

Quanto maior o prazo, maior o risco de crédito, por isso esse índice é tão importante.

Depois de multiplicar o Prazo de Pagamento (diferença entre emissão e vencimento) pelo valor do título para obter o Valor Ponderado deve-se dividir o valor do Total Ponderado pelo Valor Total para obter o PMF.

Prazo Médio de Recebimento

O cálculo do PMR acontece da mesma forma que o índice explicado acima. A diferença é que no lugar da data de vencimento, deve-se usar a data cujo pagamento foi efetivado.

Sendo assim, o prazo médio de pagamento é a diferença entre, a data de emissão e a de pagamento.

Vezes o valor do título, dividido pela soma do valor total dos títulos.

Interpretar esses indicadores de inadimplência não é uma tarefa fácil. Visto que o setor de cobranças demanda bastante tempo, e energia por parte da liderança e da equipe.

Sendo assim, o Pagou Fácil, uma ferramente de cobranças é o caminho para a garantia de bons resultados.

Para tornar a sua gestão de cobranças mais eficiente, entre em contato conosco e descubra como nossas soluções podem auxiliá-lo!

Related Posts