fbpx
Close

Por que negociar com o seu cliente?

Tarefa desafiadora e necessária ” Negociar dívida com clientes inadimplentes”. Reduzir a inadimplência é fundamental para a saúde financeira da empresa, evitando prejuízos.

Tal negociação sempre será vantajosa para ambas as partes , credor e devedor. Devedores normalmente desejam pagar a dívida, mas nem sempre encontram uma condição que se enquadre na sua condição financeira.

Esta comunicação entre as partes tem que ser muito clara e objetiva, lembrando que a comunicação inicial é que direcionara o fim do processo ao sucesso ou fracasso.

Atentos a relevância deste tema , prosseguimos com algumas dicas para vocês que estão loucos para ” receber” e para vocês que estão loucos para “pagar”:

Passo 1 – Conheça os clientes inadimplentes

Conheça o comportamento do seu cliente em questão, antes do contato inicial procure saber o seu histórico. Tentando entender se temos do outro lado um bom pagador, entender os motivos que o impediram de pagar as prestações, sendo empático a sua situação é a melhor maneira de obter bons resultados.

Vai por mim uma abordagem amigável, tranquila e humanizada fara a diferença. Ninguém gosta de pressão, ameaças ( acredite acontece) não apontam soluções possíveis para o problema.

Passo 2 – Demonstre interesse em mantê-lo como cliente

Demonstre interesse pelo cliente. Se interesse em ajudá-lo a solucionar o “problema” que pode ser que não seja efetivado no primeiro contato.

Mostrar que você o quer por perto ainda consumindo o seu produto é muito importante também. Com esta atitude o fara desfrutar de um sentimento essencial , o de se sentir essencial e tomar pra si assim a responsabilidade.

Nunca feche as portas, nem sempre o cliente inadimplente é um mau cliente. Podem ter passado por momentos de dificuldades e estão esperando a hora de voltarem a consumir de forma mais consciente e responsável. Nos deparamos diariamente com isto nos eventos de Educação Financeira.

Passo 3 – Seja transparente

É fundamental que se exponha detalhadamente todas as condições de pagamentos, prazos, formas e valores, seja no momento da venda ou no contato para negociação.

Lembrando o cliente sobre a incidência de multa e juros crescentes pelo atraso das parcelas, assim como a negativação do CPF nos órgãos de proteção ao crédito.

Tudo isso não para intimidá-lo, mas para reforçar o quanto a inadimplência é prejudicial para ele próprio. E, especialmente, não apenas para a loja que não recebeu .

Passo 4 – Facilite a negociação

Estar aberto a propostas , ser flexível é crucial para se ter sucesso no recebimento da dívida.

Identificar quais são as reais intenções do cliente é importante nesta negociação. Mas infelizmente, muitos não tem a intenção de acertar esta dívida. Não facilitando para quem só quer aproveitar dos benefícios para continuar pagando com atraso.

Mas identificando o contrário, que este cliente está disposto a qualquer coisa para quitar este debito é possível sim flexibilizar na cobrança, fornecer descontos maiores, para finalmente receber.

Finalizando com este cliente novamente ativo como consumidor de sua empresa porem agora adimplente.

Não conseguimos acordo, e agora?

Mesmo depois de tudo o nosso cliente querido não aceitou o acordo, isto ocorre com mais frequência do que imaginamos. No caso de negativa do devedor precisamos saber qual atitude tomar para sermos o mais assertivo possível.

Como já comentado, nem sempre no primeiro contato é finalizado o caso com sucesso, independente da boa-fé e vontade de ambos.

O mais importante do processo é transparência. Caso o devedor ainda não tenha sido negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito, e o prazo de pagamento já tenha ultrapassado o limite para a negativação, você deve informá-lo que o procedimento será realizado em breve.

Deixando-o ciente das sanções que ele sofrerá a partir disso e  livre para voltar a fazer o contato quando desejar e ciente que terá ótimos benefícios quando realmente tiver condições de quitação.

Uma solução que considero a mais eficaz neste caso é agendar um próximo contato. Estipular prazos para ambos se comprometerem, a parte credora no contato e a devedora em tentativa de finalizar o debito.

Conduzir tudo isto de forma amigável será sempre a melhor solução. Inadimplentes foram clientes que de uma maneira ou outra escolheram você.

Dependendo da condução do processo poderão voltar , só que de forma mais consciente.

FICA A DICA

Késia Kupper

Related Posts