fbpx
Close

Prioridades das mulheres empreendedoras na hora de gerir o seu negócio

Por Késia Kupper. 

A participação das mulheres empreendedoras no mercado de trabalho tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. A conquista de direitos, mudanças que ocorreram no mercado nas últimas décadas e a própria reorganização da estrutura familiar, dentre outros, são fatores que contribuíram para a consolidação dessa conjuntura. Se pararmos para pensar o quanto temos evoluído em um “curto período de tempo”, em 1962 por exemplo as mulheres se querem tinham um CPF (por consequência não eram bancarizadas), então a evolução está acontecendo sim e de maneira sustentável. Porém hoje nossos desafios são outros, lutamos por igualdades, lutamos pelos mesmos direitos.

Hoje, em média 35% dos lares brasileiros tem uma MULHER como provedora, com este dado fica nítido que estamos vivendo uma realidade distinta das décadas anteriores.

Neste contexto, o número de mulheres empreendedoras vem crescendo significativamente junto com todas estas conquistas, e é sobre elas que iremos falar neste post.

Quais são os objetivos destas mulheres empreendedoras?

Enquanto os homens buscam rentabilidade, a maioria das mulheres empreendedoras fazem o seu trabalho por paixão à profissão e pela flexibilidade de horário. Outra diferença visível é em relação a idade. Enquanto os homens se introduzem no mundo dos negócios mais cedo, as mulheres geralmente começam a empreender após a maternidade.

Principais desafios das mulheres empreendedoras?

Embora tudo indique que as mulheres estejam conquistando cada vez mais espaço no mundo dos negócios, ainda existem muitos desafios a serem superados pelas mulheres que sonham em empreender. O preconceito, a falta de apoio, dupla jornada de trabalho, medo do fracasso, conciliar carreira e família.

E como podemos facilitar esta jornada, facilitar este processo?

Utilizando ferramentas de gestão. Apenas 33% das mulheres empreendedoras fazem um controle financeiro utilizando softwares de gestão adequados. Outras 33% fazem o controle financeiro através de planilhas ou cadernos de anotação e 14% não realizam nenhum controle. O objetivo é único de auxiliar as mulheres a superar os seus desafios e prosperar no mundo dos negócios.

O “jeitinho feminino” de empreender nos mostra que realmente existe um diferencial em empreendimentos controlados por mulheres, tanto na decoração, na maneira como tratam as pessoas sempre com espontaneidade, sensibilidade dentre outras características. Se munindo de ferramentas que as auxiliem a gestão, melhorará e muito o dia a dia de cada uma, pois como todos sabemos “tempo é dinheiro”.

A ideia por trás da plataforma Pagou Fácil é dar mais autonomia para as empresárias e otimizar o tempo com as cobranças, assim, esse tempo pode ser usado para ir em busca da concretização dos seus sonhos. Estes desafios ainda são grandes destas mulheres empreendedoras e estão muito ligados à confiança, seja da sociedade para com elas, seja de si para consigo mesmas. Isto a equipe pagou fácil entendeu e colocou uma solução digital em prática para você empreendedora. O mundo precisa saber que as mulheres estão chegando no mundo dos negócios para ficar, e essa é única coisa que não é negociável!

Related Posts