fbpx
Close

Vai passar no cartão de crédito? Evite esses 4 usos

Quantas vezes você já se surpreendeu com o valor da fatura do cartão de crédito no final do mês? Não é surpresa para ninguém caso responda que foram muitas vezes.

Mesmo sendo conhecido como um dos vilões da vida financeira de muitos, o cartão de crédito ainda é um dos principais responsáveis pelo endividamento dos brasileiros, com taxas de juros que ultrapassam os 300% ao ano.

Por isso, se você tem o hábito de pagar compras no cartão de crédito sem se planejar para isso, cuidado! Trouxemos 4 alertas sobre práticas que devem ser evitadas para que o cartão de crédito não te traga uma surpresa negativa no final do mês.

 

Confira a seguir quais são os 4 principais erros no uso do cartão de crédito que devem ser evitados o quanto antes para que você não se enrole em dívidas.  

 

 

Usar o limite do cartão de crédito como se fosse dinheiro  

 

É muito comum ver pessoas utilizando o cartão de crédito para pagar pequenos gastos diários quando acaba o dinheiro do mês. Porém, o que muita gente esquece é que o limite do cartão de crédito não é um dinheiro seu.

Ao utilizar o limite do cartão de crédito, ou seja, um dinheiro que você não possui no momento da compra, é como se estivesse fazendo um empréstimo da operadora de cartão de crédito para pagar no próximo mês.

O que a maioria das pessoas faz é utilizar o limite de cartão de crédito como se isso fosse um dinheiro a mais que está à disposição, quando na verdade se trata de uma dívida.

Portanto, se você possui um limite de valor mais alto do que ganha, não existe fórmula mágica para que a conta feche no próximo mês. Gaste apenas o que tem certeza que poderá pagar.

 

 

Perder o controle das parcelas

 

Um dos erros mais comuns ao utilizar o cartão de crédito é se perder em diversas parcelas que, no final das contas, somam uma grande fatura.

Ao realizar compras parceladas, é habitual que as pessoas considerem como dívida apenas o valor da parcela, desconsiderando o valor total da compra realizada e os imprevistos que podem acontecer – perder o emprego, por exemplo, dificultando o pagamento do cartão.

Por isso, uma boa dica é fazer a menor quantidade de parcelas possível. Dessa forma, com uma maior quantia comprometida por mês, você se sentirá menos à vontade para realizar novas compras parceladas, diminuindo as chances de se endividar.

Vamos ilustrar: se você realizar uma compra de R$500,00 parcelada em 10x no cartão, terá uma quantia de R$50,00 comprometida com a parcela durante 10 meses. Entretanto, se você realizar a mesma compra, porém parcelar em 5 vezes, aumentará para R$100,00 o valor mensal que terá comprometido.

Assim, ao ver que já possui uma parcela maior para pagar, são menores as chances de que queira realizar outra compra parcelada (outra parcela de R$50,00, por exemplo), evitando que as dívidas se acumulem no cartão.

 

Pagar somente o mínimo da fatura

Como já dissemos, os juros do cartão de crédito estão entre os mais altos do mercado. Ou seja, se enrolar com o pagamento de uma única fatura pode ser o suficiente para que você fique endividado por um longo período.

Ao descobrir a possibilidade de não pagar o valor integral da fatura, muita gente cai na tentação de pagar apenas o mínimo para usufruir do restante do dinheiro que seria utilizado no pagamento da fatura.

Entretanto, o que muitos esquecem é que esse saldo restante será cobrado no próximo mês com juros altíssimos, fazendo com que a quantia fique ainda mais difícil de ser paga inteiramente.

Uma dívida de R$1.000,00, ao final de um ano, pode ultrapassar os R$4.000,00 com os juros que são cobrados pelo cartão de crédito. Por isso, se você possui o valor para pagar integralmente a fatura, não se deixe levar pela opção do pagamento mínimo.

 

Usar vários cartões de crédito para aumentar o limite de compra

Você já possui um cartão de crédito com um limite pequeno, menor do que o salário que ganha por mês. Até aí, tudo bem. Costuma utilizá-lo para pequena compras como, por exemplo, para pagar compras feitas por aplicativos.

Então, um dia outro banco lhe oferece um cartão de crédito com um limite um pouco maior, e você aceita pensando na opção de comprar itens de valores mais altos com a possibilidade de parcelar – é aí que mora o perigo.

É muito comum ver pessoas que possuem diversos cartões com limites variados e realizam compras em todos eles, o que é um dos erros financeiros mais graves, pois a soma de todos os limites utilizados ultrapassa (e muito!) a renda ganha por essa pessoa. E, vamos combinar, se já é difícil controlar os gastos realizados em um único cartão de crédito, imagine com vários.

Por isso, antes de passar uma compra no cartão de crédito tenha planejamento para que gastos que poderiam ser evitados não se tornem uma grande dívida no futuro.

 

Se você já possui algum tipo de débito com cartões de crédito, temos uma dica para você! Fizemos um artigo completo com aplicativos que podem para obter renda extra. Clique aqui e confira, você pode descobrir uma nova fonte de renda para pagar suas dívidas com o cartão.

Quer receber mais dicas como essa? Cadastre seu e-mail abaixo e receba conteúdos gratuitos.

Related Posts