fbpx
Close

Quer empreender? Aprenda a separar a sua vida financeira da vida financeira de sua empresa.

Quem quer empreender não pode descuidar do controle financeiro. A primeira dica é nunca, eu disse nunca, misturar sua vida financeira pessoal com a vida financeira da empresa. Tecnicamente denominados isso de princípio da Entidade, ou seja, pessoa física é pessoa física, pessoa jurídica é pessoa jurídica.

O empreendedor deve fixar uma retirada mensal de recursos (retirada pró-labore) que nada mais é do que o “salário” do empresário. Este valor deve ser fixado tomando como parâmetro o quanto seria desembolsado caso um profissional vindo do mercado assumisse esta posição na empresa. Lembrando que este valor tem que ser proporcional ao tamanho do faturamento da empresa.

Após ter fixado a retirada, o empreendedor deve honrar seus compromissos pessoais com esta renda, em conta particular. Neste caso enquadra-se também o cartão de crédito, isto é, jamais pagar contas pessoais com o cartão da empresa e vice-versa.

Uma vez fixado este valor a empresa poderá estabelecer um critério para distribuição dos resultados. Para tanto é preciso confrontar as receitas com as despesas, apurando o resultado no período. O indicativo é que, do lucro (se houver) apurado no período, que pode ser mensal, trimestral, semestral ou anual, parte seja retido para reinvestimentos e fortalecimento do capital de giro da empresa. A outra parte pode ser distribuída aos acionistas proporcionalmente a participação no capital social da empresa. Vale lembrar que no tocante as despesas é recomendável que sejam consideradas inclusive as provisões para décimo terceiro salário e férias dos funcionários na proporção de um doze avos por mês. Isso vale também para depreciação (valor de desgaste das máquinas e equipamentos).

Desta maneira o resultado de caixa não será o mesmo que o lucro apurado nesta metodologia, sendo este último menor. É ele que deve ser o parâmetro para distribuição e retenção para novos investimentos.

Outra dica: organize as finanças de sua casa, otimizando o uso de seus recursos.

Empresas e empreendedores com boa saúde financeira são mais produtivos.

Related Posts